terça-feira, 7 de setembro de 2010

amadurecer

Numa folha de papel em branco plantei uma virgula, esperando colher uma torrente de letras, brotou um singelo ponto.

3 comentários:

pinguim disse...

Um ponto não é necessariamente mau; desde que não seja final.
Abraço.

Ezequiel Coelho disse...

Já é um ponto e.. vírgula! ;)

Natacha disse...

... um ponto e vírgula...

Beijo