domingo, 6 de maio de 2007

toda a ternura de mãe

metade de mim, faz parte de ti
toda a parte de mim, sente falte de ti

no meu sentir,
traço finos contornos do teu rosto
guardo, o perfume do teu ser
toda a ternura de mãe

no meu olhar, mora a saudade
da eterna lembrança

8 comentários:

Natacha disse...

lampejo,
Não tenho palavras ... fica um beijinho

pinguim disse...

Meu querido Amigo
hoje estou contigo, mais do que nunca.
Um abraço apertado.

Catatau disse...

Bonita - e muito carinhosa -lembrança! :)

MrTBear disse...

Lindo. Inspirador e sentimental. Bem teu.........
Abraço. Boa semana

Arion disse...

Um abraço!

Shadow disse...

Belíssima lembrança, a marcar o dia de ontem.

Uma óptima semana para ti :-)
Beijinho.

Lover disse...

Espero que esse dia da mãe tenha sido em cheio... O poema está bem intenso e disseste muito em poucas palavras. Deixo-te um abração grande e um até breve!

lampejo disse...

Natacha, palavras para que, fica o sentimento... :)
Beijinho.

Querido Amigo Pinguim, obrigado por tudo.
Abraço apertado. :)

Catatau, é a única coisa que me resta, e posso fazer. :)

MrTBear, sentimental como eu... ;) :)
Abraço e boa semana para ti também.

Arion, um abraço também para ti.

Shadow, espero que o teu dia também possa ter sido marcado pela alegria.
Obrigado e igualmente. :)
Beijinho.

Lover, eu sou de poucas palavras, por isso tento "condensar" sentimentos.
Abração.