domingo, 4 de novembro de 2007

Frases soltas...

Há dias assim, em que me apetece adormecer e não acordar, outros acordar e ver que tudo não passou de um pesadelo...
Da teoria a pratica separa-os um enorme abismo...
Procura-se quem o deseje e o saiba dar em troca...

11 comentários:

Natacha disse...

Olha...

Queria dizer-te algo suficientemente duro para te abanar, mas ao mesmo tempo terno para te incentivar.
Já me conheces um pouco, do outro lado, e por isso te volto a falar no otorrino ... vais entender.

Só a ti cabe inverteres esse "mar morto" ... mas no que eu puder ajudar, conta comigo!! Incondicionalmente ... vá-se lá saber porquê!

Um Beijo grande

jnavarro disse...

Amigo!
Como já te disse em comentários anteriores... Por não saber o que te motiva a escrever assim não arrisco...
Resta-me dizer-te que é com agrado que vejo que, até aqui na blogoesfera, estás rodeado de amigos que te visitam, que te estimam e que, mesmo quando te refugias no silêncio, aguardam por ti com a mesma amizade de sempre. Isso é bonito!!!
Até por isso te invejo, meu amigo.
Um grande abraço e estamos aí...

Catatau disse...

Não deixes que o Outono se te instale (ou o Inverno fará mossas).

Há-de haver quem to procure, para receber o que tens e te dar o que mereces. ;)

MrTBear disse...

Variações no estado de alma??

Pois .. todos as temos. Seja como for, estou com o Catatau. Se deixarmos o Outono entrar o Inverno será muito mais frio....

Abraços

LittleTB disse...

"Há dias assim, em que me apetece adormecer e não acordar, outros acordar e ver que tudo não passou de um pesadelo..."

Adorei esta frase... As vezes também me sinto assim!!!

Abraço

Arion disse...

Abraço... :(

Egrégora disse...

lampejo, por vezes só mesmo a nossa própria candeia nos aquece e dá luz. Há que aprender a viver nessa solidão só com ela como companhia...
(diz o roto ao nu)
**

pinguim disse...

Se eu conseguisse reunir os comentários da Natacha (que bela amiga aí tens), do Catatau, Do João Navarro e do Mrtbear, mesmo assim não chegaria para te dizer tudo o que gostaria de te dizer (melhor...repetir, pois já o venho a dizer há tempos).
Sai da concha, deixa de ser caracol, põe as antenas à escuta e capta, se não a felicidade, pelo menos o Sol que te sorri, como sorri a todo o mundo.
Tu tens que gostar de ti, antes de mais, meu amigo; por favor, ao menos, tenta!
Um abração de muito carinho.

rato do campo disse...

Todos passamos por esses dias, amigo. Gosto do blogue, vou voltar! Abraço!

lampejo disse...

Natacha eu sei que posso contar contigo, deste já o meu obrigado. :)
Beijinhos!

Amigo Navarro, ter amigos é bom, é uma das melhores coisas que a vida nos pode dar...
Forte abraço!

Amigo Catatau, espero que sim, oxalá...
Forte abraço!

MrTBear, eu sou como as estações, todas numa só, mas ultimamente mais outono.
Abraços!

Quem não se sente little...
Abraço!

Caro Arion, um forte abraço para ti...

Caro amigo Pinguim, obrigado pelas tuas palavras e pela tua amizade...
Um abração!

rato do campo, obrigado pela visita, volta sempre que quiseres...
Abraço!

Anónimo disse...

SILÊNCIO CULPADO disse...
Perante uma grande sacanice que está a ser feita sobre alguns professores que não recebem vencimento,têm horários d e12 horas ou estão a recibos verdes sugere-se que todos os blogues publiquem a notícia que está no http://cegueiralusa.blogspot.com