segunda-feira, 14 de novembro de 2005

Concurso O Escritor Famoso

No blog Pé de meia, que muito aprecio, tomei conhecimento de um desafio lançado no blog do Escritor Famoso, apesar de não ser essa a minha pretensão, pois é bem sabido que de escritor eu nunca me poderei intitular quando mais de famoso, pois minhas palavras são singelas, mesmo assim aceitei o desafio. O tempo urgia, estava assim criada em mim uma motivação complementar, participar pelo simples prazer (não anseio a nada), eu que outrora me embrenhara no meio de tantos poemas, que de uma forma ou de outra me levaram a voar.
Muitos foram os bloguistas que aceitaram o desafio, em boa hora o fizeram, pois pessoalmente gostei do que li, passai pelo blog Divas & Contrabaixos leiam esse poemas e participem na votação se assim o desejarem.


Pedro Palma (pés de mãos dadas)

A minha singela participação:

Aos teus pés me deitei
Para te dar conforto,
Carinho e alento.
Aos teus pés me ajoelhei,
Perdão supliquei.
De pé, novos horizontes avistei
Na esperança de te ter.
De pés de mãos dadas,
Quero agora contigo,
Partir, sonhar, crescer,
Na esperança fugidia
De um novo amanhecer.

11 comentários:

mfc disse...

Primeiro quero dizer que é um poema lindo, intimista e de esperança.
Em segundo lugar, muito obrigado pela referência.
E... um beijo.

Preciouzzz disse...

gostei dos pés de mãos dadas... parabéns!

bom dia

beijos, muitos

peciscas disse...

Estas iniciativas são sempre de apoiar!

Catatau disse...

Está bonito, sim senhor! E gostei muito da fotografia. :)

Lampejo disse...

A referência é merecida, mfc. Quando ao obrigado, não havia necessidade. Sendo um pouco humorista, sem com isso banalizar a situação ou beliscar, diria: "que eu saiba não foi obrigado, foi de boamente".

Soa bem a expressão, não é Pedrinha. Beijinhos.

Nem mais Peciscas.

Catatau a fotografia dava tema ao poema, éramos facultada, mesmo assim não deixa de ser uma bela foto. ;)

Afonso disse...

Muitos parabéns pelo lindíssimo poema com que participou. É deveras muito bonito. Tocou-me.

Lampejo disse...

Obrigado Afonso.
O poema é singelo, escrito com a pena (de escrever) dos meus sentimentos.

Tongzhi disse...

Muito bonito mesmo! Eu diria como a tua alma, uma alma muito bonita também!
Abraço

Lampejo disse...

Obrigado TZ. :)

Palavras em Linha disse...

Já vim aquecer as mãos na fogueira. Bom local de encontro.Bj.

Luna disse...

Também eu cá vim aquecer-me. Bjos