domingo, 25 de fevereiro de 2007

Mais vale tarde...

Finalmente vi "Brokeback Mountain". Quando passou no cinema acabei por não ir, por preguiça e não ter companhia.
Digamos que é uma comovente história de amor, não pela sua forma, mas sim pela sua substancia...
Um verdadeiro amor impossível de viver...
Por vezes a perda aguça certos sentimentos...
Valeu a pena ver...

8 comentários:

pinguim disse...

Já não foi sem tempo.
Haverá amores impossíveis?
Embora saiba a tua opinião, continuo com a pergunta no ar?

Arion disse...

Sim, é um filme lindo. E o que não falta por aí, ainda hoje, são senhores casados a ir à pesca...

Tongzhi disse...

Eu não diria impossíveis, mas impossibilitados :)

Catatau disse...

E a banda sonora acompanha muito bem, não acompanha?! Aquela melancolia doce do tema principal acho que se ajusta como uma luva.

MrTBear disse...

Não vi, mas li o original.
Não acho que haja amores impossíveis, só mais complicados de viver...

pinguim disse...

Ah grande Mrtbear, era isso mesmo que eu queria dizer. Obrigado.

Lampejo disse...

Pinguim, tz e mrtber, eu não quis dizer impossíveis de viver quanto a sua substancia, mas sim quanto a sua plenitude...

Catatau, sem dúvida...

nature boy disse...

eu já o vi tarde, em casa, e a companhia nem foi das melhores... mas não gostei. achei pobre e deprimente.