quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

O (teu) dia

Ai amor ai amor,
se tu existisses,
este seria o teu dia.
Com mil palavras exaltaria o teu ser.
Inalaríamos o perfume,
destas soltas partículas do amor.
Beberíamos o néctar dos Deuses.
Compartilharíamos o prazer.
Mas tu não passas de uma miragem,
por isso limito a sonhar.

5 comentários:

Catatau disse...

Mas quando o amor existir vais poder fazer isso e muito mais. Todos os dias! :)

Arion disse...

"Mais vale só que mal acompanhado!"

pinguim disse...

É muito belo o teu texto. A solidão (?) de hoje será amanhã um compartilhar de néctares.

Tongzhi disse...

Eu acho que o Catatau tem razão, um dia a "coisa muda"!

Lampejo disse...

Catatau, até lá fico a espera...

Arion, vendo a questão por esse prisma, não deixas de ter razão.

Pinguim, quando há amor quase tudo é belo...

Tz, tem não tem...